quarta-feira, 6 de maio de 2015

12 Tempos e 26 Notas

Será meu destino independente que se modifica frente situações de sentimentos consideráveis?

Eu amo, amo e não desisto; me transformo em amor incondicional e me apego em abraços intermináveis para que, mais uma vez, seja pega entre fumaças e desmaios, prantos e delírios dos quais fotos trazem lembranças e a mente confusões cotidianas.

Sim, amo e devoro a paixão do meu saber por amar você; desejo-te a imensidão de meu prazer e me desmancho em pedaços ao saber que a ti não tenho mais ao lado.

Espaireço no contexto e na oportunidade de amadurecer para mais uma  vez te ter e que você me tenha sem saber, que o amor te cegue e te permita me amar, em chances infinitas e palavras contidas.

Sem fôlego.

Adormeço em lembranças e sem perder a esperança de que mais uma amizade seja transformada em amor.

E que comece com carícias, e que não termine novamente; que junte nossa mente e transpareça nossas verdades e demonstre as mentiras para que sejam bordadas em panos e jogadas no rio da morte, onde não quero estar.

Me jogo em oportunidades, sentimentos, liberdade. Expresso movimento, na minha fala, sensações, o momento me permite me abir em corações, mas que você só vê por baixo de meu pano... Ou será meu engano?

De 12 tempos e 26 notas me informo com clareza: você foi uma esperteza que talvez me deixará, e com amor e palavras aconselho-te a declarar, porque o que for pra ser, quando será?

Vejo-te como amigo com a epiderme do meu amor, endoderme por minha sede de te ter e te querer, alegria de te ver é o que eu mais quero ter.

Não me engane na paixão, me bagunça sentimentos e me faz esfacelar.

Esfacelei-me e ponto final.

Fim.

quinta-feira, 30 de abril de 2015

(re)Largar (re)Largada

E você pensa que vai ter um recomeço após o final.

Mas não pense que é possível recomeçar do mesmo ponto que anteriormente.

Nada se recomeça do zero, pois do zero de sua vida você já alcançou um número tremendamente importante.

Com o primeiro nem do zero comecei, foi do 12, e com o mesmo fui até os 14.

Já o segundo durou apenas 1/12 dos meus 15.

Encontrei o que me esfacelei quando estava indo aos 16, e foi-se o resto de meus 15; os 16 viraram com ele e terminaram sem ele. Mas o dia foi com ele, foi com o mesmo até uma semana dos 17 e ele se foi.

Havia prometido ele que permaneceria meus 17 ao meu lado, e prometi ficar seus 18 ao seu lado; não cumprimos.

O alarme soou cedo e o tiro da largada de meus 17 atingiu ele. Coitado.

Pois, no fim, largarei sozinha a corrida, com plenos 17 e umas semanas a mais.

E junto de mim a esperança de correr ao lado de algum outro participante e o desafio de não torná-lo meu adversário (ou um peso morto atingido por um tiro).

Vida

A vida em si não é difícil.

Difícil são pessoas que entram em sua vida e te bagunçam, te despenteiam e não te arrumam, te descobrem e não te cobrem e de hora outra se escondem.

Capaz até de ser piada, você dá aquela disfarçada, o coração está quebrado, e você?

EndiVIDAdo.

Com a vida.

Haja vida.

Pra viver.

Mas são momentos que, sem eles, sua vida não há de viver.

Portanto colabore, vida, me dê vida pra viver.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Não é por 50cents!

Olá, 2015!

Olá, PT....'-'

Olá, aumento de 50 centavos nas tarifas viárias...

E, novamente, o ano começa com (mais) escândalos petistas, mais impostos a serem cobrados, e aí já viu o resultado, né... Manifestações.

Mas não só manifestações deveriam existir e sim a tão sonhada forma de governar de "ficha limpa" - algo que o governo usa como combate à corrupção e o qual simplesmente é hipócrita desde quando a Presidenta atual enriquece mais que todos.

Qual o sentido do parlamento votar no aumento de seu próprio salário? Upa, quem não iria querer aumentar seu próprio salário anualmente? HAHAHAHA

Enfim, cobrar impostos e tentar mascarar erros terríveis de corrupção em um governo é simplesmente chocante diante de uma sociedade que tudo sabe por meios tecnológicos.

O que mais me assusta é, sem falar mal de ninguém, sem nenhum preconceito e afins, o esquema, em minha mente e no real, é o seguinte: Sul, Sudeste e Centro-Oeste trabalham para sustentar o PIB do país, pagam os maiores impostos etc para a maioria do arrecadado ir para a parte Norte e Nordeste da Federação em conceitos de programas para ajudar o desenvolvimento da região. A grande questão de tudo isto é simplesmente que deixam e esquecem desta grande parte que trabalha.

A economia está em forte relação para cobranças e pouca feitoria, em déficit constante, tendo até que fazer contratos com o governo para que não haja uma grande quantidade de desemprego.

Como a taxa de desemprego pode ter melhorado sendo que a economia anda de mal a pior?

Moro em São Bernardo do Campo, onde ficam instaladas as fábricas da Volkswagen e Mercedes-Benz, e, ao lado de São Caetano, onde fica instalada também a GM. O que eu vejo são pátios cheios de carros, sem ter quem compre devido ao preço alto (culpa da alta do dólar) e não ter condições de pagar pois não tem como comer e pagar um carro ao mesmo tempo. Sem compras, sem vendas, sem arrecadar dinheiro, sem ter como pagar empregados, sem ter como contratar...demissões em massa.

Em que Brasil estamos vivendo?

Que Brasil estamos montando?

sábado, 6 de setembro de 2014

Libertar

Se você nunca soube o que é o amor de verdade, não procure significados em dicionários porque são racionais.

Procure na sua vida os momentos que você se sentiu em picos baixos e altos, nesses picos a certeza é que o amor ou a falta dele se apresentaram.

Os picos altos você não imagina no que pior pode acontecer, você se entrega para coisas ou pessoas sem medo de se sentir vazio depois porque, afinal, sempre vai achar que o 'pra sempre' nunca acaba.

Os picos baixos você imagina como poderia ter existido os altos, como você foi capaz de agir com tal falta de racionalidade, sabe? De se entregar totalmente para coisas ou pessoas que pouco ou não se importam com o seu coração ou com como você se sente em alguns momentos, sem te apoiar, sem te proteger e se preocupar quando a doença sentimental chega em seus bravos estímulos.

Não consigo acreditar em como o amor pode ser tão bom e tão ruim ao mesmo tempo. É uma guerra.

Uma grandeza que se fez para nos mostrar que não há perfeição alguma no mundo, que nem tudo o que imaginamos ocorrerá realmente.

O medo de uma conversa passada vir à tona, o medo de deixar de ser amada, o medo de ser deixada de lado, o medo... Por quê tal medo?

Liberte-se em prantos.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Presidenta Dilma para Presidência

Ultimamente o assunto mais falado aqui no Brasil, no caso, é sobre a votação à presidência do país que ocorre no mês de novembro de 2014.

Para se escolher um presidente o Brasil conta com o método de voto em urnas eletrônicas, onde cogita-se a maior segurança e rapidez na contagem de votos e menor probabilidades de erro.

Nessa época também é posto na mídia palavras e formas de incentivo para votar em tal candidato, o que se faz por modo de apresentação de medidas a serem tomadas e feitos a serem atuados logo após a consolidada eleição.

Em idas e vindas, vi uma entrevista muito intrigante no dia 18/08/2014, realizada pelo Jornal Nacional - Rede Globo, a qual pode-se ver a seguir.


Bem, nesta entrevista o que mais me intrigou, por eu ser uma novata em questão de eleitora, foi a dificuldade de esclarecer a resposta ao jornalista. 

A atual 'presidenta' é vista, em todos os momentos, tentando 'enrolar' o jornalista com falas não realmente interessantes para as perguntas em questão. Aprendemos em aulas de interpretação de texto como realmente responder perguntas objetivamente, e acho que são essas aulas que faltaram para ela (ou porque a vergonha de falar a verdade sobre o que fizeram - ela e o PT - com o país, em rede nacional, é maior que tudo, especialmente em época de implorar por voto).

Separarei por números, em ordem crescente ao tempo do vídeo acima, alguns (somente alguns, porque se colocar todos ficarei um dia inteiro postando) apontamentos consolidados por mim.

1 - William Bonner questiona sobre a corrupção de diversos ministérios durante a candidatura de Dilma, e também sobre as CPI's em que a Petrobras esteve envolvida. A pergunta foi: "Qual a dificuldade de estar envolvida por pessoas honestas, para formar a equipe de governo honesta e que evite tudo o que vimos?". Esperava-se uma resposta realmente completa sobre o que foi perguntado, mas a interpretação foi esquecida e ela conseguiu enrolar Bonner enfatizando realizações do governo do PT de 12 anos corridos, não respondendo sobre nenhum tópico questionado nessa fala do jornalista.

2 - Ela afirma que nenhuma das denúncias feitas por envolvidos da corrupção durante seu mandato foram realmente confirmadas...(?) Pergunto-me ainda por que fazer perguntas em que respostas serão mentiras.

3 - O afastamento de alguns ministros foram ilógicos a partir do ponto em que outros (muito parecidos) ocuparam o mesmo lugar.

4 - Observem que Bonner pergunta a opinião do PARTIDO sobre corruptos tratados como 'guerreiros' e ela diz que "[...] não se pode fazer nenhuma observação sobre julgamentos realizados pelo Supremo Tribunal por um motivo muito simples, porque a constituição exige do Presidente da República, como exige dos demais chefes de poder, que nós respeitemos e consideremos a importância da autonomia dos outros órgãos." ESPERA AÍ, SENHORA PRESIDENTA! O seu partido, PT, teria falado que os corruptos eram guerreiros e estavam sofrendo algo como se fosse uma 'injustiça'. Pois bem, então o partido está fora da constituição? E outra, foi perguntado a postura da senhora ao PARTIDO e não da senhora aos julgamentos do Supremo (assim como Bonner também questionou-a e assim como ela também não o respondeu, continua minha dúvida sobre a resposta).

5 - Investimento em saúde: precário? Certamente Dilma esperava perguntas do tipo e falou sobre os médicos de Cuba. Acho que haveriam mais médicos brasileiros se o salário fosse melhor, se não fosse tão cansativa as jornadas de trabalho, se a educação melhorasse em universidades de medicina etc. Investir em saúde é também em educação, em professores, em estruturas de sala de aula e hospitais, principalmente!

6 - Economia envolve sorte e azar? Acho que para Dilma, sim. Afinal, em qual Brasil que está crescendo economicamente ela se encontra? Isso é questão de pessimismo e otimismo dos dados estatísticos? 

Precisamos pensar mais sobre quem devemos eleger para governar o nosso país! 

Estas eleições é a que tem maior número de pessoas com formação escolar, com o mínimo de conhecimento para deixar de se alienar por propostas sem fundamento e por mentiras ilógicas.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Secret nada Secret

(este texto é de concretização e idealização a respeito do que muitos passaram - e ainda passam - sobre o indevido uso de aplicativos - Secret - que podem fazer muitos a pensarem em realizar atos chocantes para destruir seus futuros)

Sabe assim aquele saco que todos temos e que, com o passar do tempo vai se enchendo?

Pois então, o meu se encheu.

Mas se encheu de vez e de tal forma que não consigo mais aguentar o peso dele em minhas costas.

Diga-se de passagem, o que devemos fazer depois que o saco todo está cheio?

Nos ensinam a fazer tudo mas não nos ensinam o que fazer quando estamos fartos de viver com aquele tal peso insuportável nas vértebras e que vai descendo e descendo...

O maior problema que essa nova população vem enfrentando é a hipocrisia, a falta de caráter, a falta de opinião própria, o liberalismo gigante que vem se expandindo por mandamento dos pais, a falta do medo, a rebeldia intensa que se concretiza vista em hábitos magoáveis, destruidores de crenças, de fé, de amor, além do mais, a falta de tudo isso é denominado ainda 'recalque'.

Isso e muito mais enchem o saco que carrego diariamente e, por mais que eu tenha tentado, não existe mais probabilidade de conseguir levar todos esses restos de lixo podre sobre mim; não é necessário. Mas o que fazer?

Um passo já adianto, o melhor é não gastar tempo e dar prioridade na sua vida àquelas pessoas que não se importam com você: exclua elas de seus contatos e de sua vida e viva com aqueles que te querem bem e correm atrás de você.